08 abril, 2010

Na Aba do Cadabra, Bem Mal Me Quer, Dizer Não, Os Meus Amores, Disparate, Minha Especie e Deixar Levar (1.084)

"Lenjob é um poeta de sensibilidade aguçada. Suas poesias tocam a minha alma. É sutil, entende a alma feminina. Cada vez que leio uma nova poesia me identifico e me apaixono mais por este artista mineiro. Suas poesias tem identidade singular, paixão e amor. Ele é um dos melhores poetas da nossa geração!Ainda vou ver muito seu nome por aí Lenjob..
" Manuela Quesada - Atriz, Escritora
.
video
Obrigado pelo lindo video Cacau (de Carangola)

Na Aba do Cadabra
João Lenjob

E na aba da cadabra
A minha cartola fulgurante
Do amor que vem de dentro
Da surpresa e da magia
Um abra palavras presente
E na manga o sentimento
Nas cartas nosso futuro
Pense em qual estou pensando
Penso na flor que está no bolso
Na pérola que brilha em seus olhos
E na atenção que lhe faço em vida
Na caixa que divido o seu corpo
Na verdade junto ao meu
Se é para sumir na vertical
Juro que sumo com você
Vou ilusionar outro lugar
Para não iludir o meu coração.

COMNTEM AQUI

Bem Mal Me Quer
João Lenjob

Para amar você
Posso abraçar o dia
Se você quiser
Posso derrubar a linha
Com vara e anzol
Pescar
Voar no mar
Nadar no céu
Se você deixar
Posso amar você
Dançar no céu
Flutuar no chão
Posso até sentir
Com o bem mal me quer
Para amar você.

COMNTEM AQUI

Dizer Não
João Lenjob

Você sumiu e nem avisou
Não mandou cartas
Nem tampouco me respondeu
Me deixou a solidão
E um coração partido
Não se importou com minha dor
E nem no tanto que eu sentia
Menosprezou meus sonhos
E se iludiu com os seus
Fez vazio os meus caminhos
E gerou tamanha tristeza
Não soube dizer não
E me despertou um sim pro nada.


Os Meus Amores
João Lenjob

Porque sumir
Porque não quis voltar?
Porque chegou de volta com as palavras?
Me dando crise na vida
Me fazendo uma enorme ferida
Porque me amou e nunca quis falar?
Na sua vida fui sentinela
O seu caminho é minha passarela
Me enxergo nas suas coisas mais belas
E não entendo porque não quis me amar
A vejo minha doce dama singela
Que trago junto a minha aquarela
Que faço versos com as suas cores
E o meu universo sem dores
E com você sempre os amores.


Disparate
João Lenjob

Adoeço de tristeza
Não me caibo de desprazer
Me ausento do feitço da vida
Me abstenho de festas e lazer
Fico deitado junto à melancolia
E como coberta a lembrança do que não existia
E como eu acreditava que no fundo havia
Um pouco do sentimento que eu me referia
O amor que por tudo em você eu sempre pedia
E que me mata paulatinamente
Correndo o meu peito e ferindo a minha alma
Na minha razão um disparate
E na sua um passageiro
Que nem eterno se tornou.


Minha Especie
João Lenjob

A se você pudesse
Atender então a minha prece
A poesia não sou eu quem tece
É assim que a vida me acontece
E ninguém sabe quem mais se entristesse
E se o amor você me desse
Fazendo bem a minha pura especie
E, de longe tanto me enlouquece
E a vida assim se arrefece.


Deixar Levar
João Lenjob

Se não sabes o que sente
E se sabes que sente
Poderias tentar entender
Por mim,
Para mim
Me fazendo compreender
Ou sentir também o que sentes
Quiça saber que não sentes
Ou talvez não sentir também
Ou apenas descobrir
E fazer-te entender
O sentimento se deixar levar.




Pessoas, todos bem? Mantendo!!! O dia é especial eu sei, mas o presente é de vocês. Sete poemas de presente pra vocês. Espero que gostem. Não sei se vou manter o cinza. É um teste e se não der certo volto pro branco.
Quem quiser participar, como a minha doce e eterna musa Manu, com o texto sobre a minha foto, é só enviar para o email lenjob@gmail.com.
Parabéns a todos os aniversariantes do mês de Abril!! Felicidades Poéticas!!
No Recordar é Viver Poeticamente esta semana o maior músico brasileiro de todos os tempos, pelo menos na minha opinião, Antônio (Tom) Brasileiro de Almeida Jobim.



E para quem está na capital carioca, estive conversando com o grande ator Anselmo Vasconcelos e combinado, acordei de auxiliar na divulgação de sua Oficina de Atuação, que acontece segunda às 18h, no Alfa Barra Clube, Condominio Alfa Barra, na Barra da Tijuca. Grande abraço Anselmo! Conte sempre com este espaço aqui.



A minha querida amiga carioca Ana Cristina Campagnoli está produzindo a peça que divulgo aqui hoje. Ela, de uma costumeira gentileza, generosamente me convidou para assistir, mas a distancia não foi muito grata, embora também não ingrata porque o Rio é uma capital super perto de Belo Horizonte. Mas deixa pra outra oportunidade. O espetáculo ficará em cartaz praticamente em todos os meses de abril e maio, no Teatro Vanucci, Shopping Gávea, lá pertinho da Lagoa e do Hipódromo, facinho de localizar e se chama Vale Coxinha. Podem ir, ok?

Quem também começou a divulgar aqui o seu trabalho foi uma das mais belas atrizes e profissionais do Teatro de Belo Horizonte. A minha querida amiga Beatriz França é também muito reconhecida pelo talento que tem. O trabalho ao lado corresponde a uma obra de Marcelo Xavier e ficará em cartaz em Belo Horizonte na semana que vem, nos dias 10 e 11 de abril, no Teatro Dom Silvério, ali no São Pedro, às 16h. Lembrando que o espetáculo, chamado O Folclore do Mestre André é produzido pela Companhia Candongas e com preços super populares. Não é pra perder. Mais informações no http://www.ciacandongas.com.br.



Falei da encantadora Beatriz França acima e aqui novamente veiculo o seu trabalho junto às talentosas e conceituadas atrizes mineiras Ana Haddad, Brisa Marques, Mariana Maioline e Renata Cabral que gravaram o video, que pode visto clicandoAQUI num edital de Residencia Artística no Jaca Arte e aqui deixo disponível para a apreciação de todos. Trata-se de um processo artístico sobre as costureiras do Jardim Canadá, aqui na região metropolitana de Belo Horizonte, em interface com o mito de Penépole de Ulisses. É interessante e acho sim que vale a pena dar uma verificada. Ponto pra arte mais uma vez.


A minha amiga Liliane de Paula é uma das organizadoras do CINEfoot - Festival de Filmes de Futebol, que terá suas inscrições abertas até o dia 06 de abril e
é o primeiro festival de cinema do Brasil com abordagens conceitual e curatorial completamente exclusivas sobre a maior paixão nacional: o futebol. O festival alia a emoção do futebol à magia do cinema, levando às telas imagens que ocupam o imaginário dos brasileiros e que inspiram inúmeras gerações. O CINEfoot será realizado de 27 a 30 de maio de 2010, no Rio de Janeiro, exibindo curtas e longas metragens nacionais. Consulte o regulamento em www.cinefoot.org e escale o seu filme nesta verdadeira seleção brasileira.


Um dos grandes destaques em Belo Horizonte, o meu primo e D.J. Pimpim, estará na Casa de Campo em Coronel Fabriciano, lá no Vale do Aço, apresentando seu trabalho. Eu que conheço bem, pois já o contratei já assisti diversas vezes seu trabalho aconselho a todos na região que compareçam. Ele mescla todos os estilos musicais, fazendo do eletrônico um todo e não tão objetivo como habitualmente se vê. Cara de cultura, conhece bem as mais variadas mesclagens e vertentes musicais. De fato, podem ver que eu aconselho. O evento Primeira Balada de Boate acontecerá no dia 15 do próximo mês. Mais informações é só clicar no folder lateral.

A Fernanda Botelho e o Cadinho Batista são grandes amigos, inteligentes e talentosos e que estão coordenando este trabalho da Canastra Real em Nova Era, levando o melhor do Teatro Mineiro pra lá. O projeto é interessante e peço de coração a todos os novaerenses que prestigiem porque eu, que fui na maioria destas peças ao lado, posso legar de coração que todos são de ponta, artistas de primeira e cito a Aninha Gusmão, que é amiga minha há anos e vai estreiar este projeto em Nova Era ao lado do amigo Cadinho em Vigaristas. Importante lembrar que é de graça e o Automóvel Clube é super confortável. Possivelmente eu irei a minha estimada terra, Nova Era acompanhá-los e me orgulhar por ambas as partes, claro! Toda a agenda cultural em Nova Era está no folder ao lado, como também o apoio.

Esta camisa ao lado foi feita com o intuito de divulgar a camisa que une o Atlético Mineiro aos atleticanos da cidade de Nova Era. Eu quero agradecer ao primo Zé Roberto pelo presente e aqui retribuir com este catálogo feito com a amiga e modelo Renata. Quem quiser adquirir a "camisa personalizada", procure o Zé Roberto no Magazim São José em Nova Era ou entre em contato comigo aqui em Belo Horizonte, através do e-mail joaolenjob@terra.com.br.


A Andreza Nazareth, minha socia no projeto e na revista Versos e Traços abriu junto à amiga Carolina Bottura este Espaço Cultural belíssimo, em Belo Horizonte, a Pimenteria, conforme fotos laterais. Visitem, conheçam, apreciem as obras e a iniciativa. A Andreza foi uma grande surpresa na minha vida. Ambos nascidos em Juiz de Fora e sobretudo, eu crescendo em Nova Era e ela em Ouro Branco, fomos sorteados pela arte em Belo Horizonte num cruzamento fantástico do destino. Pronto! A parceria estava feita.
Começamos a trabalhar juntos e fizemos muito. Eu entendia muito bem a obra dela e ela a minha que conseguimos casar versos com traços. Da minha parte a imensa dedicação e da dela, na minha opinião uma intensa sabedoria e intensos conhecimento e talento. Era de se esperar que esta artista plástica se tornasse uma das maiores do ramo em Belo Horizonte, quiçá de Minas, do Brasil, o que na minha opinião é. Além do mais tem sua visão apurada conseguindo compreender música, poesia, dentre outras frentes. Saber que a doce colega está num projeto tão belo como este apimentado de qual falo, é para mim um motivo expressivo de orgulho. Eu tenho a absoluta certeza que a ideia é fantástica e o programa muito bom.
Voltando ao histórico, depois de anos trabalhando juntos fomos convidados pela Valéria Zoppello, a fazer parte da Revista da Uol Mulher ao Volante e indo e vindo e indo e vindo e vindo e indo, acabamos elaborando a nossa revista aqui em Minas, que por alguns acidentes do destino ainda não teve a sua estreia, mas que em breve será marca futurista na cultura mineira, porque dependendo de mim, da Andreza, de profissionais como Mima Carfer, Alexandre Canuto, Beto e Maurinho Nastácia, Suéllen Ogando, Pedro Pizelli, Rosinha Antuña, Ana Letícia Procópio e cia ltda, não tem como dar errado. Vamos apimentar!!!

Recordar é Viver Poeticamente
video


Aproveitando a ocasião, abaixo um video que minha irmã Cristiana ganhou de presente quando completava mais um ano. Espero que gostem do presente da Cacau.
video

4 comentários:

  1. ESCREVER É PARAR NO TEMPO SEM QUE O TEMPO PARE PRA VOCE, OU DEIXAR O TEMPO CORRER PARA SIMPLESMENTE ESCREVER O QUE PAROU - MON DIEU
    AMEIIIIIIIIII
    PERFEITO - COMO VOCE COM ESTA SENSIBLIDADE, ESTE SENTIMENTO PURO QUE ME TOCA PROFUNDAMENTE, AINDA NÃO TEM UM PATROCINIO DA CULTURA, SUM SUPER LANÇAMENTO DE LIVRO? UMA SUPER FESTA DE LANÇAMENTO? TUAS POESIAS SÃO LINDAS, EM NOSSO TEMPO DE POUCOS POETAS - FICAMOS BUSCANDO NO PASSADO FRASES LINDAS, SENDO QUE VOCE NO TEMPO DE AGORA ESTA AI, AI SIMPLESMENTE NOS DIZENDO ISTO E POUCOS LENDO E SENTINDO TUA POESIA, DAQUELA QUE TOCA NA ALMA DOS SENSIVEIS, POIS SÓ OS SENSIVEIS SENTEM NA ALMA. AMEIIIIIIIIII, LINDAS, SUCESSO SEMPRE E RECONHECIMENTO - BEIJOS - SUA FAN NUMERO UMMMMMMMMMMM - SONIA BRICK

    ResponderExcluir
  2. Parabéns meu fiho, muitas felicidades!Abraços e beijos!
    Orminda

    ResponderExcluir
  3. João,
    Feliz Aniversário!
    Saúde, paz, harmonia e realização profissional.
    Abraços.
    Maria Amália do Teves.

    ResponderExcluir