19 dezembro, 2011

Paloma (2.157)

Paloma
João Lenjob

Veste-se Paloma de alegria
E veste o céu com sua cor
Aperte o peito com a esperança
E renove a esparança com o amor
Sea a Paloma da eternidade
E nos remeta o sonho por favor
Com a primaveril assinatura
E a fantasia quando pura
Mais seu beijo e a doçura
E do mundo inteiro a ternura
Com o destino ladrilhado de cultura
Que loucura a minha jura! Cura
E no mais florido caminho meu, viva,
Paloma.

Este poema feito para as Palomas foi inspirado na atriz e minha querida amiga Paloma Bernardi, que se encontra comigo na foto e não podia ficar de fora depois de tudo que me fez e fez pra cultura e arte brasileira. A Paloma é diferencial. Lembrando que o Projeto Mulheres de Lenjob vem chegando ao fim. Espero em breve lançar um livro com todos os poemas. Não deixem de entrar no Castelo do Poeta e acompanhar tudo da arte e da cultura brasileira. Comprem meu livro O Cavalo Livre de Tróia. É só me enviar um email solicitando os procedimentos.
Atenciosamente,

João Lenjob
lenjob@gmail.com
twitter: @lenjob

2 comentários:

  1. Olá, seu blog ta uma coisa linda é fofa, mas vim aqui para te fazer um convite, da uma passada no meu blog é se gostar pode segui-lo e comenta-lo que logo darei uma resposta beijos...

    ResponderExcluir
  2. Ah, que coisa mais linda!!! Que mimo... De delicadeza!!
    É muito bom me ver em suas palavras... Em seu talento... Em sua arte!!
    Que todas as "Palomas" possam se sentir especiais com esse poema, assim como eu me senti!!!! Arrasou...
    *estou curiosa para conhecer todas as suas mulheres...rsrsrs... deve se uma melhor do que a outra!!! Como o nome de uma pessoa pode expressar tudo que ela tem por dentro!!! Beijo e sucesso sempre!
    Paloma Bernardi

    ResponderExcluir