11 novembro, 2010

Constantemente, Me Inspiras, Tua Beleza Amor, Chuva de Risos e Qualquer Coisa (2.010)

Constantemente
João Lenjob

Que saudade que deu
Que não tem cheiro nem cor
Mas que aperta o coração
Ecomove o pensamento
Constantemente.

Ah que lembrança que deu
Que tem cheiro porém dor
Que solta todo o coração
E reinventa o sentimento
Constantemente.

E este sorriso que deu
Que não tem cheiro mas tem cor
E que brinca com o coração
Que brilha em mim o livramento
Constantemente.

Hoje tem a fantástica dançarina Melissa Assumpção no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com. Vejam, comentem, sigam e indiquem.

Me Inspiras
João Lenjob

Me insipiras levemente
Com tua boca que chama
A tua face que me pede
E teus olhos perolados.

Me inspiras levemente
Com teu rosto tão forte
Com teu sorriso que brilha
O encanto em maravilha.

Me inspiras levemente
Com a nobre ternura
Com a bela textura
E a emoção mais pura.

Hoje tem a fantástica dançarina Melissa Assumpção no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com. Vejam, comentem, sigam e indiquem.

Tua Beleza Amor
João Lenjob

Já me envolveste amor
Com teu sorriso que tanto discreto
Com teu olhar que se ornamentando
E o bato que em sua boca a costurar
Tua beleza amor,
É vendaval de alegria para os olhos
Inundação de emoção em retinas
E um desejo de olhar continuar
Já me tens hoje amor
E não te esqueças que eternamente
Com teu encanto que em mim tão sorridente
E com um beijo que não hei de esquecer.

Hoje tem a fantástica dançarina Melissa Assumpção no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com. Vejam, comentem, sigam e indiquem.

Chuva de Risos
João Lenjob

E te buscando amor
Passei pela felicidade
Encontrei o seu sorriso
E com ele fiz o amor
Aconteceu
Deixei acontecer
Como se ali fosse inventado
E sob chuva de risos
Felicidadade saltando
Saltitando, dançando
No baile das rosas
No encanto destes risos
E fiz o amor
Vivi
Deixei viver
Como se ali fosse criado.

Hoje tem a fantástica dançarina Melissa Assumpção no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com. Vejam, comentem, sigam e indiquem.

Qualquer Coisa
João Lenjob

Ela falade qualquer coisa
E assim qualquer coisa vejo
Sinto, imagino, vejo mesmo
Me alimento e fomento
Com a serenidade de uma vez
E o talento que me clama
Qualquer coisa que acontece no peito
Num jeito de ser qualquer coisa
Sou! Sou qualquer coisa
Qualquer amor que seja coisa
Ou qualquer coisa que seja amor
E que me faz sorrir
E que não tem explicação.

Continuem comprando meu livro enviando um email para contatolivredetroia@yahoo.com.br com o título LIVRO.

Pessoas, todos bem? Bom, hoje cinco poemas também interessantes, sendo o último uma homenagem à sumida amiga e bela cantora Érika Machado. Não percam hoje no Castelo do Poeta, http://castelodopoeta.blogspot.com, vídeo da bela dançarina Melissa Assumpção. Espero que gostem.
Atenciosamente,

João Lenjob
lenjob@gmail.com

6 comentários:

  1. Sempre gosto muito de teus poemas,mas oe "Me Inspiras" foi o que mais me tocou.
    Vou lá no teu Castelo ver as novidades.
    beijinhos.

    ResponderExcluir
  2. Lindos! Mias lindo ainda o "Chuva de Risos"! Tá bonitão na foto, Lenjob ^^ rs'

    ResponderExcluir
  3. Lindos demais e dessa vez o que mais me tocou foi Tua Beleza amor.
    Beijos amigo.

    ResponderExcluir
  4. Caramba! Hoje ficou dificil de escolher um! Estão todos perfeitos com uma doçura incalculável!
    Magnifico ler-te... Você, Magnífico!
    B-Jos.

    ResponderExcluir
  5. lindos versos, cada vez melhores

    ResponderExcluir