30 outubro, 2008

Intercâmbio - Marcilene

Manhã cinza
Marcilene Silva

Não foi preciso abrir a janela para tomar consciência de que o dia estava nublado. A cor cinza que penetrava pelas frestas da mesma janela fechada já me fazia perceber que o dia era de dor. Meu corpo pesado sobre a cama mal se movia, era como se minhas células estivessem entrando em estado de paralisação, uma a uma. Enquanto isso, vagarosamente um frio atemorizante se instaurava em meu corpo e o deixava gélido. Meus olhos se negavam em permanecer aberto, pois não suportavam o trabalho árduo da visão que não pode evitar o que se encontra a frente e acaba por ser observado mesmo sem pretensão do fato. Sentia como se minhas pálpebras carregassem o peso de uma dor depois de ser expressa em lágrimas dias afora. No entanto, estes mesmos olhos fatigados e entreabertos avistaram a mobília do quarto que acumulava poeira já a alguns dias de descuido, e não era importante a preocupação com esta sujeira externa tendo em vista que havia ainda mais poeira impregnada no passado guardado dentro de mim. E mal podia me lembrar a quanto tempo ela estaria lá. Mas não queria preocupar-me com a poeira. Se não foi possível retira-la ainda, sabia que uma forte tempestade poderia vir e se encarregar de fazê-lo. Isso acaba acontecendo um dia.
Foi apenas alguns minutos passados e a canção fúnebre da chuva já se fazia ouvir. O som melódico que ela entoava, hoje era depreciativo para a fragilidade circunstancial de minha audição. Não era o mesmo som que tantas vezes me integrava ao universo, ao contrário, este era de distanciamento. Senti-me dispersa do mundo, das pessoas, das coisas, de mim mesma. Por vezes o som da chuva se misturava com o grito assombroso de minha alma fragilizada e tudo se confundia dentro e fora de mim. E foi realmente necessário esquecer o passado, pois o presente já se fazia assustador o suficiente para consumir todo o meu dia que apenas começava.
Talvez aquele corpo gélido descrito no início fosse um reflexo da minha alma.
Mover o meu corpo para a inclinação foi tão difícil quanto abrir os olhos, pois tudo pesava e parecia anestesiado, tinha a sensação de ter ingerido doses abusivas de morfina. Mas era efeito de uma substancia naturalmente fabricada pelo meu próprio organismo enfraquecido.
Após algumas tentativas vagarosas, consegui obter êxito e colocar os pés sobre o chão ainda mais frio que meu corpo. Ao erguer-me em direção a porta suspirei profundamente, tomando consciência de que à minha frente saudava-me sarcasticamente mais um dia torturante de minha árdua existência.

Visitem o blog http://versosetracos.blogspot.com e conheçam na íntegra a parceria minha com a artista Andreza Nazareth

Pessoas, todos bem? No Intercâmbio desta semana a escritora daqui de Beagá, grande amiga, Marcilene Silva, que na foto, trouxe o grandioso (meu conterrâneo) Drummond. Espero que gostem, pois eu gostei.
Temos novidades abaixo como as fotos do Mário em show em Itabira e novos eventos a serem realizados em Nova Era. Tem também um pedido de sangue para Belo Horizonte. Logo abaixo mais uma poesia, postada aqui ontem.

Parabéns para a minha belíssima amiga e vizinha Marcelinha, lá de São Domingos do Prata, para o meu grande amigo e ex-colega de sala na juventude, em Nova Era, o Roney e para o primo Uirá Carneiro.Parabéns para outra bela vizinha, a Elisângela. Felicidades! Sucessos!!!
Parabéns para o primo Cléver Costa, que hoje está no Espírito Santo. Parabéns para super Gabi Gabu, daqui de Beagá. Também para Bianca, daqui de Beagá. Para Rogério, lá de Nova Era e para a bela amiga gaucha, hoje em São Paulo, Vivi Valim. O meu parabéns mais especial de todos estes dias é para Carol Eid Linck Lage, que é esposa do grande amigo Kiko e é uma pessoa presente, atenciosa, carinhosa, sem desmerecer aos demais. Felicidades!!!!
Urgente!!! Utilidade Pública - DOAÇÃO DE SANGUE - Pessoas, por gentileza, preciso de doares de sangue em Belo Horizonte. Quem puder me ajudar, favor entrar em contato comigo pelo e-mail joaolenjob@terra.com.br. Peço de coração que me ajudem. É para um grande amigo.

Acontecerá e Está Acontecendo (Cultura e Arte)

Em Belo Horizonte

Pessoas, olhem que barato para prestigiar no mês de outubro. A grande artista Margarete Jardim está expondo seus trabalhos, com produção da amiga Vivian Andrade, no Ponto de Vista, no Shopping 5ª Avenida, Rua Alagoas, 1314, Funcionários-Savassi (3281 0033 e 3281 3205) e também no Restaurante Salsa Parrilha, Bar da Taninha, na Rua São Domingos do Prata, 453, Bairro Santo Antônio (3225 7758), todos aqui em Belo Horizonte. Eu poderia garantir que vale a pena, mas nem precisa, é só ver um pouco do trabalho abaixo.





Mário Afrânio
Fotos tiradas do grande cantor, maior do Vale do Aço, Mário (Pão de Queijo) Afrânio de Carvalho, dono do Super Mário e Banda, em show do Sagrado Coração da Terra em Itabira.



Outras Fotos
Adriano Souza – Aniversário –2008

Arthur Araújo – Colação de Grau – 2007

Arthur Araújo – Baile – 2007

Atlético x Cruzeiro –2007

Atlético x Juventude – 2007

Bruno Lage – Aniversário – 2007

Bruno Nastrini – Aniversário – 2007

Camila Souza – Aniversário (O Pau Quebrou) – 2007

Camila Souza – Aniversário (O Pau Quebrou II) – 2007

Camila e Mariana Souza – Aniversário – 2007

Carnaval em Nova Era – 2006

Copacabana – Reveillon – 2006

Cristiana - Aniversário - 2008

Danielle e Almério – Casamento – 2006

Fabiana Beltrane e Gibran Cunha – Visita a Minas – 2007 – Em Breve

Fernando Costa – Baile – 2007

Helena Carneiro – Aniversário – 2008

Izabela Siqueira – Baile – 2006

João Lenjob – Aniversário – 2008

João Lenjob – Lançamento do Livro O Cavalo Livre de Tróia – 2006

João Lenjob – Lançamento do Livro O Cavalo Livre de Tróia no Seven Bar I – 2006

João Lenjob – Lançamento do Livro O Cavalo Livre de Tróia no Seven Bar II – 2006

João Lenjob – Lançamento do Livro O Cavalo Livre de Tróia em Nova Era – 2006

Jorge Pires – Formatura – 2007

Júlia e Arthur Nastrini – Aniversário – Em Breve

Juliana e Neto – Casamento – 2006

Júnia e Rodrigo – Casamento – 2008

Juquinha – Aniversário – 2006

Juquinha – Aniversário – 2008

Juquinha – Churrasco Faculdade – 2007

Kiko e Carol – Casamento – 2006

Marcelo Boró e Cláudia – Casamento – 2007

Natal no Ora Bolas em Nova Era – 2006

Natália - Super Fim de Semana - 2008

Orminda Carneiro – Aniversário – 2008

Poliana Araújo – Aniversário – 2008

Rolling Stones - A Big Band Tour Nova Era – 2006

Rosane Souza – Aniversário – 2007

Seven Bar – 2007

Sexta a Lá Rara - Belo Horizonte - 2007

Sylvia Soares – Casamento – 2006

Toninho Horta e Beto Lopes – Show do Conservatório – 2006

Viagem Belo Horizonte Nova Era - Ida de trem e Volta de Carro – 2008

Vitor Carneiro – Aniversário – 2007

Zé Carlos Andrade – Aniversário – 2008

Ir para o Versos e Traços
Ir para o Intercambio
Ir para o Francis Fotos Beltrão

Página Inicial

29 outubro, 2008

Na Sala - Participação: Andreza Nazareth

Na Sala
João Lenjob

É nesta sala que te bebo
E te alimento em um sentimento e paz
E assim me alimenta alma com teu perfume
E muito ciúme de um sonho a mais, bem mais.

É nesta sala que vivo a escrever-te
E olho as paredes querendo esquecer-te
Ou peço a lua para que te busque
Que tenha alguma chance para te amar.

E é esta vida que eu tento não viver
Um pesadelo que jamais quero sonhar
E da vida distante que vivo a aprender-te
Ou o mundo na janela que vivo a procurar-te.

É esta flor que eu te substituo
É aqui sentando que te amo triste.

Pessoas, todos bem? Este projeto agora não se chama mais Poesia Ilustrada e sim "Versos e Traços" conforme apresentação logo acima, abaixo da poesia. Espero que gostem do formato mescado desta semana.
Temos novidades abaixo como as fotos do Mário em show em Itabira e novos eventos a serem realizados em Nova Era. Tem também um pedido de sangue para Belo Horizonte. Logo abaixo mais uma poesia, postada aqui ontem.

28 outubro, 2008

Anna Carolina

Anna Carolina
João Lenjob

Anna Carolina
De luz tão breve e tão divina
Da pureza leve e repentina
De olhar que brilha e faz brilho em minha retina
Que és a aventura de meu sorriso
És paraíso para minha postura
És a costura para o meu universo
És o verso para a tua cura
E que curas a minha vida tão solenemente
Ornas o meu mundo tão perfeitamente
E legas no peito a magia maior
Anna Carolina do encanto eterno
Da respiração que nuinca obedece ao ver-te
E do sonho que nunca se tarda para ter-te.

Pessoas, todos bem? Comigo na foto a Anna Carolina, uma jovem e bela dançarina lá de Montes Claros, amiga de confiança e que também merecia seu espaço junto às Mulheres de Lenjob. Espero que goste Anninha.

Temos novidades abaixo como as fotos do Mário em show em Itabira e novos eventos a serem realizados em Nova Era. Tem também um pedido de sangue para Belo Horizonte. Logo abaixo mais uma poesia, postada aqui ontem.
Parabéns para a minha belíssima amiga e vizinha Marcelinha, lá de São Domingos do Prata, para o meu grande amigo e ex-colega de sala na juventude, em Nova Era, o Roney e para o primo Uirá Carneiro.Felicidades! Sucessos!!!
Acontecerá e Está Acontecendo (Cultura e Arte)

Mário Afrânio

Fotos tiradas do grande cantor, maior do Vale do Aço, Mário (Pão de Queijo) Afrânio de Carvalho, dono do Super Mário e Banda, em show do Sagrado Coração da Terra em Itabira.

27 outubro, 2008

Verso Liso

Verso Liso
João Lenjob

Quero apreciar teu corpo como uma escultura
E de perto realizar atento toda uma leitura
Desvendar os segredos
Passear com os meus dedos
E evitar que despertes ou que mexas.

Quero sentir teu caule feiticeiro
E respirar contente o teu aroma
Tão perfumado o verso liso me entontecerá
E teu pescoço chamará, clamará o meu carinho
Para que meus lábios acompanhem por toda a noite.

Quero sorrir para teu corpo com uma enorme fissura
E estudar tamanha arte e tão nobre a tua cultura
E viajar em teus cabelos
Abraçar-te em nossos apelos
Até que mexas me puxando para mais perto.

Quero abraçar tua cintura fascinante
E enlaçar meus braços entre teus braços
Tão apertado o verso liso em meu peito
Para que chames, clames pelo meu amor
E que meu corpo te acompanhe por toda a madrugada.

Pessoas, todos bem? Comigo na foto os amigos de infância Senegal e Luciano. Turma boa lá de Nova Era, em foto tirada pela amiga Maira, no Bar Maranhão, Bairro de Lourdes, em Belo Horizonte. Estes versos, inéditos, são quase que continuação dos anteriores, postados ontem e semana passada. Espero comentários e queria que a Sofia Bela, que adora meu blog, me passasse seu email.
Parabéns Tatá, minha belíssima amiga lá do sul. Parabéns Lu, amiga daqui mas que está há um tempo fora do Brasil. Parabéns primo Rafael Carneiro, neto do grande Tio Osny e parabéns Mara, amiga de anos também, lá de Nova Era. Felicidades! Sucessos!!!

26 outubro, 2008

O Mundo Inteiro

O Mundo Inteiro
João Lenjob

Se estivesses em meu lado
Me sentiria junto ao mundo inteiro
E quando estais longe sinto-me tão só
E com tanta gente não sinto ninguém
Somente uma tristeza constante de um mundo só
A solidez melancólica de somente lembrar
De querer, de sonhar e viver
E a saudade vem com o melhor gosto da esperança
De ter-te em meus braços, meu corpo, meu sono
De ver-te em meus dias, minhas noites, minha vida
Sentir-te sorrido, me olhando, me amando
Como se eu sentisse o mundo inteiro.

Pessoas, todos bem? Comigo na foto agora Sandro e Cecília, que prestigiaram meu livro recentemente, em resposta à psudoSofia que vem aqui falar bobeira e gostaram muito. Os versos acima são interessantes e espero que gostem.
Abaixo deixo mais vez, a pedidos, o trabalho que foi bem elogiado aqui por todos. Espero que gostem.
Paulinha, você é uma das pessoas que mais aprendi a admirar pelo valor e luta que dá pela arte. Acho que Minas um dia vai agradecer muito você. Beijos do seu fã também.
Parabéns Felipe, amigo de Barbacena, ao Leandro, de Nova Era e também super felicidades para a prima Mariana Carneiro. Sucessos!!!

23 outubro, 2008

Intercâmbio - Lud

Rebelou-se dentro de mim a segurança
Revelou-se suspeita, suspensa porque
Tudo que soube era feito de tensão
Seus arredores, tensão
Suas ações, temor
Ou medo, ou torpor
Lavando o reconhecimento de si mesma
Tão necessário e redentor
E ah, enfim encontro o lugar seguro,
De dentro de mim,
De dentro pra fora
E poder oferecer assim, um lugar como esse
Seguro como aquele que descubro
Quando dos temores cuido,
e às tensões observo e acolho
Não estou para deixar-me ser guiada às cegas
Construo o quero,
Pensamento, ação.
Escolha ao alcance das mãos.

Pessoas, todos bem? Comigo desta vez a Ludmila, linda e super fina atriz, intérprete, produtora de arte e também escritora, sempre com todo o talento do mundo, da alma que ela exibe artisticamente. Quem quiser conferir o blog http://ludicalud.blogspot.com/, vai adorar apreciar o trabalho da bela moça. Parabéns Lud!!! De coração.
Abaixo deixo pela última vez o trabalho que foi bem elogiado aqui por todos. Espero que gostem.
Paulinha, você é uma das pessoas que mais aprendi a admirar pelo valor e luta que dá pela arte. Acho que Minas um dia vai agradecer muito você. Beijos do seu fã também.
Parabéns Aline, que hoje deixa o nome de Nova Era lá no Espírito Santo. Parabéns para o primo Guilherme Gervásio, que faz o mesmo em Ipatinga. Parabéns para Isabela, belíssima amiga aqui de Beloris, que conheci através da Flavinha. Parabéns para Simone, outra amiga de Beloris, que conheci desta vez com a prima Danielle. Parabéns para Viviane, amiga desta vez que conheci através da Natália, lá de Monlevade. Parabéns para Kelly, amiga lá do Espírito Santo, que também passou alguns anos em Nova Era. Também para outra amiga de Nova Era no Espírito Santo, a Fernanda. Parabéns para Janaine! Parabéns para o Júlio, grande amigo que já tomou todas aqui em casa ao lado da Ana Paula. Parabéns para a quase irmã Edna, lá de Bela Vista com Nova Era. Um mistura!! Pra tanta gente assim, milhares de felicidades. Como se existisse... mas agora existe!!!

22 outubro, 2008

Dogma de Pescador - Participação: Andreza Nazareth

Dogma de Pescador
João Lenjob


Sobra tempo
Falta luz
E sem isca
Há muito amor
Sobra frio
Aqueço de calor
E encho de esperança
A vara é atenta
E a água inerte
E fito lado a lado
Os grilos cantam
Corujas brincam
Os peixes ariscos
Nada aparecem
E na minha cola
Com a luz da lua
Lembro do meu amor
Que nunca pesco
E sempre espero.

Pessoas, todos bem? A poesia ilustrada desta vez veio com uma imagem livre e que assim me deu espaço, um leque aberto pra escrever. Espero que gostem de tudo. Abaixo a poesia de ontem super elogiada, para quem não viu. Sobre a Sofia, estou pronto para recebê-la aqui "abertamente".
Parabéns especial para Camile, lá de Curitiba, amiga há mais de dez anos e para Érica, amiga de Nova Era.

21 outubro, 2008

Que Saudade

Que Saudade
João Lenjob

Que saudade de ter-te em meu peito a comigo dormir
De fazer-te expremer-te em meu corpo e eu assim sorrir
Que saudade dos teus abraços em meus braços a me fantasiar
De ter-te puxando os meus braços enquanto só se fez sair.

Que saudade de ter o teu cheiro bem tão junto ao meu
De perder-me em teus negros cachos me prendendo ao corpo teu
Que saudade de respirar o teu ar enquanto respirava os meus
E de conquistar tua costas com os carinhos dos beijos meus.

Quanta saudade de modelar meu corpo ao teu tão precisamente
E acordar com o sorriso agradecido para o meu sereno olhar
Que saudade de ter da noite a lembrança tão perfeitamente
Das engregas em busca de um amor que se fez realizar.
Pessoas, todos bem? A foto é outra da seqüência de ontem. Estava sob os pés de jabuticaba e pitanga. Muito bacana a mistura alaranjada e preta do Pé de Jabutitanga. Adoro estes versos e espero que gostem também.
Parabéns para Magda lá de Fabri e para a super dançarina Bruna, aqui de Belo Horizonte, do Palácio das Artes. Felicidades pra você!!

20 outubro, 2008

Uma Namorada

Uma Namorada
João Lenjob

És o encanto que quero cultivar
Como uma mulher, uma namorada
Que permita o firmamento
E que nunca se livre do amor
És a ternura que em mim brotou
Que não se finda e não se justifica
Que não tem preço, mas tem valor
E que me exibe tamanho amor
És a pureza enquanto gente
Enquanto sorriso e também brilho
Na eternidade e com toda magia
Com abraço, beijo e uma lembrança.

Pessoas, todos bem? Esta foto mostra uma pitanga caída meio a jabuiticabas, no meio do quintal na casa da Nat. Bacana, né? E se este pé de pitanga falasse.
Parabéns para Joyce, lá de Nova Era!! Parabéns para Marcus Nastrini, lá de Goval, irmão e filho de grandes amigos meus. Felicidades pra você!!

19 outubro, 2008

Momento Ideal

Momento Ideal
João Lenjob

Eu nem imaginei que pudesse pensar no tempo parado
Nem imaginei que fosse sentir falta
Não idealizei que a vida poderia parar por um momento ideal
Nem que fosse sentir falta
Sentir falta do beijo, do abraço
Do carinho e do sono coletivo
Sentir o desejo de um quero mais
E bem mais seu aroma, seu desejo e o meu anseio
Da luz que nos sobra e do que ainda falta.
Quero sentir novamente os seus lábios
Seus braços e sua face em minha face
Suas mãos em meus cabelos e ombros e sonhos
Para sempre mais.

Pessoas, todos bem? Comigo na foto a belíssima Natália, super educada, fina e gente boa. Demais da conta. Serve uma poesia Nat? Beijos!!!
Parabéns para Bárbara, bela amiga, filha dos grandes amigos Madson e Rita. Felicidades demais pra você!!

17 outubro, 2008

Intercâmbio - Maira

Joãozinho
Maira Guerra

Jovem que tem os...
Olhos para a poesia,
Apesar disso,
Olha através do prisma da realidade
Zoa quando tem que zoar e...
Interfere, se precisar.
Não é frágil como parece e sim:
Homem suficiente para...
Olhar e respeitar

Nova Paisagem
João Lenjob

Quero um sonho novo
E uma nova paisagem
Um novo tempo, instante
Uma outra forma de castidade
Eu quero ver o meu amor
Sentir seu silêncio, seu momento
Seus olhos, ver seus olhos
Sentir como serena o meu desejo
Como orvalho cai em seus anseios
Quero me apossar do chão
Conversar com a lua
Tocar no meu violão a sua melodia
De noite, de dia, respirar seu sonho
Seu sonho novo que eu quero
E uma nova paisagem.
Pessoas, todos bem? Pois é. Olha que bonito a Maira, lá de São Domingos do Prata, terra de ilustres pessoas de minha vida como Joãozinho (também) e Geórgia, que lego aqui a ausência e saudade. Cadê você Géo??, fez para mim. Na foto super testemunha dela com seu marido Marcinho, já de Nova Era. Eu aproveito este célebre momento para informar que sempre depois do Intercâmbio haverá um poema meu, só que já editado anteriormente no blog. De qualquer forma, espero que todos gostem.
Parabéns para o amigo Carlos de Nova Era e para o super Romar Tafarel, super amigo de Itabira, de infância e muito querido por todos. Felicidades totais pra vocês!!

15 outubro, 2008

Me Esperando - Participação: Andreza Nazareth

Me Esperando
João Lenjob

Bom ver-te assim me esperando
E com tua ternura, me esperando
Bom sentir teu aroma
Bom saber da saudade
É tão bom saber que me amas
E eu te amo
Bom chegar de surpresa
E ter-te já tão despida
E tão nua é a tua beleza
Minha flor maior
Quero tocar tuas costas
E rever teu sorriso
Me fitando,
Me vivendo, me amando.


Versão destes versos com adaptação da super artista mineira, Diretora do Palácio das Artes Patrícia Avellar. Espero que gostem da mudança realizada no oitavo verso. Beijo e obrigado pelo palpite Patrícia!

Me Esperando
João Lenjob

Particiação: Patrícia Avellar

Bom ver-te assim me esperando
E com tua ternura, me esperando
Bom sentir teu aroma
Bom saber da saudade
É tão bom saber que me amas
E eu te amo
Bom chegar de surpresa
E ter-te já tanto tão despida
E tão nua é a tua beleza
Minha flor maior
Quero tocar tuas costas
E rever teu sorriso
Me fitando,
Me vivendo, me amando.

Tudo bem pessoaaaaas? Olhem o trabalho em parceria com a Andreza Nazreth!! Vejam como os versos bateram com o desenho feito por ela. Poucas vezes vi um trabalho tão interessante assim. Eu espero que antes de tudo, ela goste também, pois ainda não viu.
Parabéns para minha amiga Dani, lá do Sul brasileiro. Também do sul brasileiro, a doce Adélia, super intérprete de meus versos, com majestade e propriedade. Não poderia ficar de fora. Belíssimas!! Felicidades mil pra vocês!!

14 outubro, 2008

Cheque-Não-Mate

Cheque-Não-Mate
João Lenjob

Sonhei com você
E pedi, só, pistas francas,
Se não por aqui,
Algum desejo a mais, seu coração.
Sonhei com você,
Senti sua falta, a saudade meu bem,
Que quando acordei, intuí que sentiu de mim também,
Lá ou aqui
Mas o que importa é o que estou vivendo
Lá ou aqui
E que não quero acabar
Mas o despertar, o amanhecer completo da natureza foram golpes,
Armas com aço afiado dentro do peito
Dilacerando a alma e cortando, criando sangue dentre as lágrimas,
E mais que as tristeza, saudade e vontade,
Brotou a esperança em mim como uma Capaíba.
A esperança de sonhar novamente,
De me perder em meu sono e me encontrar no seu
De fazer dia no meio da noite
E assim, amanheceu certo na hora certa,
E agora só sonho acordado
Sonho em querer sonhar dormindo
O dia me deu um “cheque-que-não-mate”
E pior: se despedida.
Se bem que fora me aplicada previamente a surpresa
Não esperava um sonho tão bom
Contudo matematicamente questiono: - ele volta?
Não há resposta.
Triste é não ter capítulos de uma história que não teve fim,
Doído saber que teve início
Pior não saber quando foi o meio.

Pessoas, todos bem? Na foto comigo os queridos primos Carlinhos (Russo) e Camila, em evento realizado aqui em Belor Horizonte, pelo Adriano e pela Fabrícia. Gosto muito desta poesia acima. Espero que gostem também.
Parabéns para querida amiga Marisa Diniz, de mais de dez anos e muitas aventuras. Felicidades mil pra você!!

13 outubro, 2008

Um Refrão

Um Refrão
João Lenjob

Farei-te um refrão
Com melodia, versos, paixão
Batidas que soam de meu coração
Ecoando tanta vida e tanto amor
Um samba, uma canção
Universo e emoção
Pois não mato de amor
Nem dele morro,
Não deixo sonatas virarem tragédia
Nem desencantos mórbidos;
Não deixo soneto ter na face o sangue
Tristeza, melancolia e etc.
Mas versos podem
Mas sem fazer guerra em meu pensamento.

Pessoas, todos bem? Esta foto feita pela Virgínia é muito doida. Na imagem comigo a escritora Lu, gente finíssima que muito estimo. Espero que as duas gostem também.
Parabéns Betina, prima de Nova Era e parabéns Gabi, prima do Espírito Santo!! Parabéns também para a amiga Ana Paula, também lá das terras capixabas. Muitas felicidades também para minha querida e bela amiga Luciana, aqui de Belo Horizonte. Felicidade para todas vocês!!

12 outubro, 2008

Palavras Cruzadas

Palavra Cruzadas
João Lenjob

Vou cruzar as palavras
As que falam de você
Vou achar os resultados
Os que vertem de você
Vou dar volta em papel
E escrever seus versos, meu amor
Deixes viver meu coração
Nos sonhos que transformou em vida
E também seu coração para amar
Numa situação sentimental.

Vou sentir suas palavras
Vou desconhecer o tempo
E reinventar o firmamento
Porque ao seu lado serei vida
Serei ar, respiração, transformação
Serei amor.

Pessoas, todos bem? Estes versos são legais e espero que gostem. Na foto comigo meu afilhado Arthur Carneiro e a primeira neta de Nova Era, neta da estimada prefeita Laura Araújo e filha da adorável amiga Juliana Araújo. Turma gente boa.
Parabéns Lílian, prima lá do Espírito Santo. Parabéns Caqui, primo de Nova Era. Parabéns Quel, super amiga aqui de Beloris. Parabéns Beatriz, prima linda lá de Monlevade. Parabéns Ana Letícia, amiga linda de Nova Era que esta cariocando. Parabéns Vanessinha, amiga linda daqui que também está cariocando e Léo, amigo daqui de Beloris também.

09 outubro, 2008

Intercâmbio - Thiago


ENCONTRO AGUARDADO
(Saudades de Fernando Sabino)

As velas tremulavam simbolicamente para uma nova vida que chegava. No dia de seu aniversário, renasce, em outra dimensão. É recebido por cantos de vozes conhecidas:

- ...muitos anos de vida!
- Mas vocês são malucos! Eu acabo de não ter mais vida e vocês me desejam mais anos de vida! Acabou gente!
- Fernando, Fernando... você chegou agora à vida eterna. Ela existe, está vendo?
- São vocês!!!

Um abraço conseguiu agarrar os três amigos que antes haviam ido.
- Otto, Paulo, Hélio. Que saudades eu tinha "docês".
- Tinha, agora nada vai nos separar de novo! - Disse um deles - aqui não tem este problema não. A gente pode caminhar e caminhar que a gente encontra quem quiser.
- Claro, quem já veio para cá, né? - Diz outro amigo.
- E disseram que a gente era os quatro do apocalipse, mas isso aqui está parecendo mais com o céu!
- Mas não acredito, pude encontrar vocês mesmo. Sabe, não podia ir vê-los no cemitério.
- Até porque a gente não conseguiria te ouvir direito.
- Uhahahahahaha. Música!

Alegre risada dos quatro mineiros, antecederam uns acordes de Jazz. Como nos bons tempos e sem nenhuma pieguice. Sabiam que era questão de tempo, era só esperar que em breve estariam a reviver suas conversas.

- Posso tocar uma bateria um pouquinho? John Coltrane e Charlie Parker estão ali! Olha, olha Miles Davis!
- Vai atrapalhar nossa conversa, depois você pode tocar à vontade porque não incomodará ninguém. O máximo que poderá causar é uma suspeição de trovão lá em baixo. Venha, você terá tempo depois para ver muita gente - convida-o Paulo Mendes Campos - hoje a festa é sua, de qualquer jeito ia ser: ou lá em baixo ou lá aqui em cima. Doze de outubro te persegue, meu "véio".
- E morreu uma criança mesmo! - Diz Hélio Pellegrino - está com a mesma cara rapaz. - Já servia o whisky para o recém-chegado.
- Bom, - Otto Lara Rezende agiliza - sei que aqui o tempo não é igual ao de lá de baixo, mas andemos logo para mostrar o todo pessoal que esperou por Fernando.

Não muitos nestes primeiros contatos com "céu". Obviamente os mais amigos haviam de recebê-lo! Abriu-se uma sala maior e o bolo foi para esta sala. Parece assim ser festejada a chegada de alguém lá no outro plano.
Rubem Braga e Stanislaw Ponte Preta, foram os primeiros que se aproximaram. Braga fumava, agora, sem nenhuma culpa. Stanislaw, sempre alegre, falou-lhe:

-Estamos no céu, amigo. Ele existe, sim. Só que nadar não poderá mais senão no ar mesmo.
- Sempre de bom humor, hein? Aqui que deve ser o samba do crioulo doido mesmo. Todos aqueles personagens históricos vieram para cá?
- Claro, - responde Braga - mas os mais próximos, aqueles que você amou e que te amaram, você encontrará com mais freqüência.
- Fernando, Fernando, ô Fernando! - Era Vinícius de Moraes - Estava para te falar amigo mineiro, desde que vim para cá. Viu ali na entrada? John Coltrane e Charlie Parker, não sei se você gostava deles tanto assim, mas é o melhor do Jazz.
- Eu vi, Vinícius, daqui a pouco dou minha "palhinha". Mas e cadê a mulherada? Cadê?
- Serve a gente aqui?

Em coro perguntaram e vieram abraçar-lhe e lhe beijar, Clarice Lispector, Cecília Meirelles e Raquel de Queiroz.

- Fala com gente do nordeste não?
- Graciliano Ramos! Que festa isso aqui, sô! Tanta gente boa!
- Não repare, - disse outra voz enquanto Fernando e o velho Graça se cumprimentavam - no primeiro dia é sempre esta festa, depois melhora.

Era Carlos Drummond de Andrade. O outro de Andrade, o Mário também chegava a eles.
- Confesso que saudades tinha eu de nossas cartas, ainda mais de você!!! Para cá vim antes dos dois. Com Carlito, já me pus suficientemente atualizado, agora, vamos ver se nós, meu eternamente jovem escritor, possamos divagar mais sobre aquilo tudo, já que algumas certezas nós vemos quando aqui chegamos!
- Só não digo que morro de felicidade justamente por já ter feito isso.

Esses e mais alguns amigos ilustres somente para Fernando estavam dando as boas-vindas! Até uma galinha tentou alçar vôo.
-É a Fernanda, Fernando. - Disse um quando o viu assustado.

Reencontra-se com os três amigos e estes lhe chamam para ver alguém.
-Fernando, diante de todos estes, sei que o mais te espera é aquele lá!
- Vai ficar aí parado? Depois volta para festa.

Domingos Sabino, seu pai. Abraçam-se com emoção claro, mas sem muitas lágrimas não por falta de afeto, mas por saber que este reencontro é eterno.
- Olha só pai, fiquei mais velho que o Senhor, quase. Viu minha vida lá embaixo?
- Filho, vi tua vida o tempo suficiente. Quando aqui cheguei, aguardei-te ansiosamente para que me contes tudo que fizeste! Devo-te uns conselhos!
Abraçam-se novamente.
Assim parece que foi a recepção de Fernando Sabino no céu. Creio não poder ser mais diferente disto.

A cidade das almas está cheia de alegria. Na cidade dos homens ficou um vazio.

Adeus Fernando Sabino, tratarei bem de suas obras e tentarei usar tudo que aprendi de seu estilo. Seus admiradores manterão a Literatura Viva!

Pessoas, todos bem? Bom, no Intercâmbio de hoje o Thiago Quintella, um dos escritores mais inteligentes que conheci. Este cara é um exemplo de cultura, arte e esporte. Ele simplesmente sabe de tudo. Tenho o maior orgulho de ser um amigo pessoal dele e aprendo muito com isso. Posso aindar dar por aqui o meu aval de certeza que ele será um escritor exemplar e quiça das academias. Espero que gostem do texto que ele fez e pediu que fosse publicado hoje em homenagem ao nobre Fernando Sabino que completa dois anos longe.

Sofia, comentarista do blog ontem. Estou disposto a debater com você todas as críticas recebidas, mas farei se você se apresentar. Coragem pra falar você teve, não é?? Eu tenho para escrever o que eu gosto diariamente e ainda para chamá-la publicamente para expor nossas idéias do jeito que você gosta: pra todo mundo ler (para quem não sabe, uma pessoa utilizou como coringa o nome da Sofia para me criticar na comemoração do blog nos comentários feitos em situação). E mais uma coisnha: meu livro nunca ficou na geladeira. Para que tenha ciência: vivo dele... tá bom assim?

Por outro lado. É muito bom agradecer aos grandes amigos.

Parabéns Eline, belíssima e talentosa atriz de Beloris!! Parabéns Cláudia Romero!! Repetindo: belíssima e talentosa atriz de Beloriz!! Felicidades e quebrem a perna!!! Merda!!!!

08 outubro, 2008

Três Anos - Participação: Andreza Nazareth

TRÊS ANOS
Na Janela
João Lenjob

Que venha o luar
E te acompanhe em meu pensamento
Com o alívio que me chega na janela
E uma esperança a mais que um dia voltes
Procuro então alguma forma de te esquecer
E não mais sofrer, chorar, ou deste canto precisar
Porque queria um pouco mais
Faltou um pouco mais,
Talvez não o amor,
Mas um pouquinho da tua alegria
Do teu afeto, laço, carinho
Ou pelo menos um pouco mais de tua presença.

Pessoas, todos bem? É, né?? Três anos de blog. Três anos que eu cheguei a pensar que não fosse durar um. Três anos fazendo deste um portal, um espaço com poesias, inéditas, diariamente (útil). A princípio não foi. Mas foram também três anos fazendo de tudo pra deixar aqui um poema todos os dias, um comunicado, um abraço, uma homenagem, um recado ou um assunto diverso. Três anos que valeram a pena. Acho que o dia 09 de outubro, muito além do aniversário do blog, é aniversário de grandes amigos e de um dos meus maiores ídolos, o inesquecível John Lennon. Desde que comecei a trabalhar este blog, fui homenageado diversas vezes. Lancei meu livro e ajudo a fazer da nossa literatura um ícone para muitos que nunca gostaram de ler. Não creio que faça parte da história da Literatura Brasileira, mas estou certo que ela faz parte da minha história. Pensei em deixar a Poesia Ilustrada, de toda quinta, para semana que vem e deixar o blog somente comemorativo, mas não. Ela é presença garantida toda semana com a parceira Andreza. Bom demais!!! É muito bom saber que nesta brincadeira de felicidade, acabei fazendo aniversário duas vezes ao ano e, curiosamente, com o preciso intervalo de seis meses. Espero que gostem de tudo que se encontra abaixo. E, espero estar aqui também nos próximos dias 09 de abril e 09 de outubro.

Parabéns para todos os aniversariantes companheiros do blog: João Ricardo e Cacá, primos de Nova Era. Para Halysson, amigo de Nova Era. Para Luciane e Paulinha, amigas de Beagá e para Eliz, amiga de Caeté. Felicidades para todos vocês!!!
Agradecimentos
Abaixo estão as pessoas que contribuiram para que este blog tornasse hoje uma referência com mais de 130 mil acessos e a minha homenagem é pra eles.

À Família

Aí estão todos os que mais toleraram e ajudaram para que este blog completasse seus três anos. Comigo meu irmão Juquinha, minha mãe Orminda, meu pai João e minha irmã Cristiana.

Aos Parceiros

Pessoas, neste período todo o blog teve vários parceiros. Desde o amigo Kiko Lage, falando de economia, meu Tio Orvile Carneiro falando sobre Concursos Públicos, minha prima Fábia Costa falando sobre Nutrição e Gastronomia, minha amiga Andreza Nazareth com a Poesia Iluistrada, outra grande amiga, a remadora Fabiana Beltrame sobre esporte, dentre muitos outros, ninguém foi mais importante para este blog que a prima Ana Letícia Procópio, que além de estimular, ajudar, participar e até atualizar em algumas ocasiões, ela quem confeccionou eeste trabalho. Quero deixar evidente que Ruy Felipe, que me homenageou como novaerense do ano junto à turminha da Terceira Idade e o Atlético com Missa de 99 anos, foram super relevantes para este blog também

Aos Familiares
Eu também tinha que agradecer aqui a um milhão de pessoas, que são os tios e primos que prestigiaram o site, mas deixo na foto a Camila, que lê este trabalho diariamente e muitas vezes comenta e que na foto, está com o querido Zé Carlos.

Aos Amigos
Todos, todos e todos os meus amigos visitaram este blog, mas uma forma também de solucuionar este problema, claro que deixo aqui os mais presentes e antigos. Estes dois, Branco e Kiko estão comigo "há decadas", me ajudando, orientando e fazendo desta palavra algo mais divino e inexplicável. Falo da amizade. Mas agradeço a todos mesmo. Na foto comigo também outro de quase três décadas, o Ivan Araujo.

Aos Prestigiadores
Muita gente me prestigiou e ajudou de verdade como a Dona Lupa, dona do super blog Tevescópio. Como o cantor Maurinho Nastácia, a modelo e empresária Cláudia Liz, a jornalista Karla Maragno, dentre tantos outros também. Mas gosto desta foto que tirei com a escritora Laura Medioli. Representa também. Quero deixar claro que não acho estes diferentes de todos os outros, mas que somente para deixarem comentários aqui pode custar caro e sempre isentaram de valores em benefício do trabalho que faço e da leitura de vocês.

Aos Maletteiros
Muito do blog e do meu livro, eu escrevi tomando umas no Maletta. Recado aos que querem se inspirar. Como conheço muita gente lá, deixo representando o amigo Hugo e Canuto (olhem o Juca de novo), que me deu a honra de publicar um soneto que fiz em seu casamento.

Aos Colegas Tive vários colegas para agradecer nestes anos, mas estes atuais da Trapiches (todos) estão sempre por aqui, então na foto a Camilla, Alê e Danielle (olhem a Ana de novo).

Às Minhas Terras

Tão significante como as pessoas que fizeram de minha vida profissional foi ter tido no peito um lugar para apresentar a todos e dizer que é seu. Felizmente tive vários. Deixo aqui meus abraços aos naturais e residentes das cidades que morei. Em ordem: Juiz de Fora, Belo Horizonte, Governador Valadares, Poços de Caldas, São João Nepomuceno, Nova Era e Macaé. Na foto, difícil de escolher, mas está aí Nova Era.

Às Mulheres de Lenjob
Sinto não ter deixado foto de ninguém aqui. Desta vez faltou coragem para escolher uma. Sobretudo, se vocês que fazem parte desta minha história sentirem falta, só cliquem na barra à direita.

Acontecerá e Está Acontecendo (Cultura e Arte)
Sábado, no período de 10 às 14h, haverá a dupla inaguração aqui em Belo Horizonte, que valerá a pena comparecer. Para quem gosta de moda e acessórios e jóias artesanais em prata, vá até a Alvarenga Peixoto, 722, no Bairro de Lourdes e acompanhe os trabalhos de Paula Souza e Maira Guerra. Vale a pena conferir.

Pessoas, olhem que barato para prestigiar no mês de outubro. A grande artista Margarete Jardim está expondo seus trabalhos, com produção da amiga Vivian Andrade, no Ponto de Vista, no Shopping 5ª Avenida, Rua Alagoas, 1314, Funcionários-Savassi (3281 0033 e 3281 3205) e também no Restaurante Salsa Parrilha, Bar da Taninha, na Rua São Domingos do Prata, 453, Bairro Santo Antônio (3225 7758), todos aqui em Belo Horizonte. Eu poderia garantir que vale a pena, mas nem precisa, é só ver um pouco do trabalho abaixo.




07 outubro, 2008

Lado a Lado

Lado a Lado
João Lenjob


O meu amor é tão sagrado
Tão divino e dedicado
E não é pra qualquer um.

É um sonho aplicado
Carinhoso e detalhado
E não é pra qualquer um.

É a defesa de um desejo iluminado
De qualquer que seja o resultado
E não é pra qualquer um.

Mais um sorriso inacabado
Tímido e puramente afinado
Que não é pra qualquer um.

É somente lapidado
Pra quem respeite lado a lado
Que faça merecer, como nenhum.

Pessoas, todos bem? Bom, mais versos bacanas e na foto, em Nova Era, comigo, meus familiares Juca, pai e Tiana e o amigo, maior pandeirista da cidade, Deninho. Turma gente boa!!!
Parabéns para Ró, amiga de Beagá. Para Cacá, primo de Nova Era. Para Halysson, amigo de Nova Era. Para Luciane e Paulinha, amigas de Beagá e para Eliz, amiga de Caeté. Felicidades para todos vocês!!!
Sábado, no período de 10 às 14h, haverá a dupla inaguração aqui em Belo Horizonte, que valerá a pena comparecer. Para quem gosta de moda e acessórios e jóias artesanais em prata, vá até a Alvarenga Peixoto, 722, no Bairro de Lourdes e acompanhe os trabalhos de Paula Souza e Maira Guerra. Vale a pena conferir.

Páginas Abertas

Páginas Abertas
João Lenjob

No desce do morro
Cores das luzes
Barulhos aquem ("aqual")
Das imagens que se cruzam.

E depois sobe morro
Da pressa inconstante
Com sinais fechados
E páginas abertas.

Já em linha reta
As conversas sobram
Olhares se aproximam
Mesmo que a imagem seja muda.

Pessoas, todos bem? Esta poesia eu gosto muito. Acho que fui muito feliz ao fazê-la. Estava num dia especial. Na foto comigo, a maior promessa e revelãção da música brasileira hoje. Em evento realizado aqui em Beloris, a doce e sempre amiga (a conheço há oito anos e bem - sem demagogia) Nanda Cavalcante, irmã da adorável Carla Cavalcanti. Espero que gostem.

05 outubro, 2008

Samba Nascente

Samba Nascente
João Lenjob

Eu procurei, amei
Eu sonhei, eu sei
Eu almejei, tentei
Trabalhei, galguei
Eu pensei, tentei
Mas principalmente amei
Na busca inconsciente do teu retorno, amei
E na minha tristeza, saudade, transtorno
Jorrados em lágrimas com poesia molhada e esquecida
Dos versos perdidos e teu universo
Com o pensamento disperso e do samba nascente
De uma lembrança que brota
Que cresce, amadurece, fica adulta e envelhece
Mas que nunca morre.
Pessoas, todos bem? Esta na foto comigo é a Kelly. Gente boa, educada, simpática, belíssima. Para esta moça só cabem elogios. Espero que gostem.
Parabéns para a prima Juliana da Costa, lá de Nova Era, radicada aqui e para Lucila, super amiga aqui de Belo Horizonte. Felicidades e sucessos!!!

Urgente!!! Utilidade Pública - Quem avistar uma Kombi, provavelmente em Belo Horizonte, de cor branca, com placa GVW 0710, favor entrar em contato comigo pelo e-mail joaolenjob@terra.com.br com cópia para Graziella, filha do proprietário, pelo e-mail graziellaabreu@hotmail.com. Pessoas, este automóvel foi roubado, portanto, vamos fazer uma forcinha pra tentar recuperá-lo.

02 outubro, 2008

Intercâmbio - Cris

Tudo o que não sei sobre o amor
Cris Guerra

Tive um vizinho que discutia com a namorada três vezes por semana. Eu ouvia tudo. Não por opção: morava no apartamento abaixo. Aquilo era amor ao choro e à reconciliação. Mas não um ao outro.
Difícil saber o que é amor. Mais fácil saber o que não é.
Um namorado citou Guimarães Rosa: amor é “descanso na loucura”. Com ele vivi mais a loucura que o descanso, mas o aprendizado tem que começar por algum ponto. O vizinho devia estar nesse estágio também. Com o tempo vi que ele tinha razão. O namorado, não o vizinho.
Sim, amor é aquela sensação de estar voltando pra casa.
Adormecer lado a lado é a grande prova. No dia seguinte, acordar e ter a sensação de levar alguém com você. Descobrir um sorriso ridículo no canto da boca. Pronto, encaixou. Feito pecinhas de lego: diferentes, mas vindas do mesmo mundo.
Lego é gostoso. Quebra-cabeças, não.
Amor não é desejo: é feito de. Amor é feito de amor, mas não só. Amor não tem razão. Ninguém ama pelas qualidades do outro, nem apesar dos seus defeitos. Ama porque o outro é o outro e pronto. Amor é pacote completo.
Você sabe que é amor quando se descobre cúmplice. Quando tem a coragem de se mostrar. E de se ver. O outro é um espelho. Vai encarar?
Você sabe que é amor quando se entrega. Mas é melhor guardar algo para si mesmo. Amor não pode ser só para o outro.
Amor é o exercício do não ter. Amar e não ter nada em troca. Se é amor, não é em troca. Não serve pra nada, não garante nada. Como as boas coisas da vida.
Amor é presença e é falta. Uma não vive sem a outra. Amor é liberdade. Gostoso é saber que o outro, com tantas opções, escolheu você mais uma vez. O que fazer para que amanhã ele faça a mesma escolha? Mantenha-se distraído.
Amor é feito de hoje. Da arte de não fazer tudo sempre igual. Da construção. Como revestir parede com aquelas pastilhas bem pequenininhas. No amor é preciso colocar uma por uma. Sem pressa de ver pronto. Pra mim, é esse o sentido de amar como se não houvesse amanhã. Menos voraz do que sugere.
Desconfio que o amor começa com afinidade. Mas não tenho certeza. Amei pessoas tão diferentes. Sou amadora. Amei paredes inteiras. Quanto mais aprendo, menos sei. Gosto é do aprender.

Pessoas, todos bem? O Intercâmbio de hoje é "vip" mesmo. A Cris é puro talento. No duro, ela faz tudo. Trabalha com sua agência, escreve textos super bacanas para o blog http://parafrancisco.blogspot.com/, que ela faz de versos a vida. Ela ainda tem outro blog de moda super elogiado que é o http://hojevouassim.blogspot.com/, que ela fotografa todos os dias o figurino que ela usa pra sair. Super interessante, educada, atenciosa. Bacana mesmo. Espero que gostem deste belo texto e que visitem os blogs dela. Vale a pena.
Parabéns para Fernanda, bela amiga do Vale do Aço, que mora em Beloris hoje. Parabéns para o amigo de duas décadas chamado Flávio, daqui de Beloris também. Parabéns também pra outra belíssima amiga que conheci aqui, a Gabi. Mais outra belíssima amiga fazendo aniversário e que conheci em Beloris foi a Leidi. Só da Beloris hoje e agora é a prima Rafaela, linda também. Fato. Fecho com uma pessoa da família, uma das mais especiais, todos sabem, que é a Tia Bete. Que embora de Nova Era, também mora aqui. Felicidades e sucessos!!!

Urgente!!! Utilidade Pública - Quem avistar uma Kombi, provavelmente em Belo Horizonte, de cor branca, com placa GVW 0710, favor entrar em contato comigo pelo e-mail joaolenjob@terra.com.br com cópia para Graziella, filha do proprietário, pelo e-mail graziellaabreu@hotmail.com. Pessoas, este automóvel foi roubado, portanto, vamos fazer uma forcinha pra tentar recuperá-lo.

Bom amigos, como sabem, não faço política e muito menos propaganda, mas deixo aqui minha indicação somente na semana pré-eleição. Mais importante que usar das pessoas que cito, é saber que muito antes de conhecer o seu candidato, saiba se ele tem ética e caráter, se ele vai corresponder com o seu passo mais importante como cidadão, como ser-humano, uma vez que você está elegendo alguém que vai cuidar de tudo o que você precisa, almeja, quer, e também ao próximo. Como eu conversava há alguns dias com o amigo Christiano Araújo. O dever de político deveria ser uma obrigação e na qualidade de eleito, não deveria haver ônus e sim, um papel de solidariedade à população. Procure então saber, se seu candidato já fora eleito antes e se ele foi um dos que votou a favor do seu aumento. Um absurdo!!! Para quem mora em Nova Era, eu indicaria os Flamínio ou Rômulo para vereador, embora não tenha conhecimento ainda, dos números e para prefeito Laura Araújo. Quem vota em Beagá, indico pra vereador Djalma Bóis, 17770. Em Juiz de Fora, Márcia Regina, 12000. Quem vota em Paraopeba, indico de coração uma pessoa que morou comigo, que eu conheço desde a infância, de forma privada e familiar, que é o primo Vitor que está lançando o belo projeto Saúde para Todos! Seu número é o super expresso 22222. Sorte para todos e que venham bons representantes.

01 outubro, 2008

Injustiça - Participação: Andreza Nazareth

Injustiça
João Lenjob

Eu não cuidei do meu amor
Mas minha mesa eu hei de delegar
Se foi justiça a minha dor
E o que posso ainda advogar
Na minha vida o fim foi surpresa
E sem a beleza de um sentimento enfim
Se sou prestígio me adoro
Mas não tenho alguém pra me adorar
Se minha renda anda bem
Sinto a saudade de alguém para lembrar
Se não bastasse o que sou
Alguém precisa entender
Se é justiça eu trabalhar
Ou se é justo eu não amar.

Pessoas, todos bem? A Poesia Ilustrada desta semana deve ter sido a mais difícil de escrever dentre todas já postadas. Mas em se tratando do talento da Andreza, tudo fica gostoso de fazer. Espero que gostem.
Parabéns para o as amigas de Nova Era, Vanessa e Marcelle, lindas e para uma das mais preciosas e raras jóias que conheci, aqui em Belo Horizonte, a doce e companheira Renata. Felicidades e sucessos!!!

Bom amigos, como sabem, não faço política e muito menos propaganda, mas deixo aqui minha indicação somente na semana pré-eleição. Mais importante que usar das pessoas que cito, é saber que muito antes de conhecer o seu candidato, saiba se ele tem ética e caráter, se ele vai corresponder com o seu passo mais importante como cidadão, como ser-humano, uma vez que você está elegendo alguém que vai cuidar de tudo o que você precisa, almeja, quer, e também ao próximo. Como eu conversava há alguns dias com o amigo Christiano Araújo. O dever de político deveria ser uma obrigação e na qualidade de eleito, não deveria haver ônus e sim, um papel de solidariedade à população. Procure então saber, se seu candidato já fora eleito antes e se ele foi um dos que votou a favor do seu aumento. Um absurdo!!! Para quem mora em Nova Era, eu indicaria os Flamínio ou Rômulo para vereador, embora não tenha conhecimento ainda, dos números e para prefeito Laura Araújo. Quem vota em Beagá, indico pra vereador Djalma Bóis, 17770. Em Juiz de Fora, Márcia Regina, 12000. Quem vota em Paraopeba, indico de coração uma pessoa que morou comigo, que eu conheço desde a infância, de forma privada e familiar, que é o primo Vitor que está lançando o belo projeto Saúde para Todos! Seu número é o super expresso 22222. Sorte para todos e que venham bons representantes.

Um Abraço!


João Lenjob
joaolenjob@terra.com.br
Comunidade no Orkut - Participem!